BLOGS

Juiz Durval Mendonça é designado para identificar e julgar ações de improbidade administrativa nas unidades judiciárias da Comarca da Capital

O magistrado pão-de-açucarense é considerado uma das reservas morais do Judiciário alagoano


Juiz Durval Mendonça Júnior...

Juiz Durval Mendonça Júnior...   Foto: Reprodução

Postado : 22/01/2019   /   por Helio Fialho

Considerando a necessidade de identificar e julgar ações de improbidade administrativa e  ações penais relacionadas contra a Administração Pública, até o dia 31 de dezembro deste ano, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, desembargador Tutmés Airan de Albuquerque Melo, designou, através da Portaria  Nº 219, de 10 de janeiro de 2019, cinco magistrados para atuarem, como Juízes Auxiliares, nas unidades judiciárias da Comarca da Capital, com competência para identificar e julgar ações de improbidade administrativa e ações penais relacionadas contra a Administração Pública, distribuídas até 31 de dezembro de 2014, conforme a meta 4 de 2016 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Na realidade, com esta medida, a competência destes juízes foi ampliada para alcançar em matéria de improbidade os municípios de Paripueira, Marechal Deodoro e Rio Largo.  

Está entre os cinco nomes designados o do juiz Durval Mendonça Júnior, um pão-de-açucarense considerado uma das reservas morais do Judiciário alagoano.  

Ele é filho da saudosa professora Odecila Gomes da Silva e do saudoso fiscal de tributos (SEFAZ) Durval Mendonça. Ainda jovem, através de concurso público, ascendeu ao quadro de juízes do TJ/AL, onde atuou como titular e/ou substituto  em várias comarcas, dentre essas:  Porto Real do Colégio, Olho D´Água das Flores, Pão de Açúcar Flores, Santana do Ipanema, Arapiraca e outras.

Por dedicar-se desde sua infância ao mundo literário, o Dr. Durval Mendonça Júnior é um juiz  detentor de elevado grau de intelectualidade, além de possuir eloquente oratória  e trajetória exemplar de magistrado probo.

Para os conterrâneos da  Terra de Jaciobá, incluindo o autor deste blog que, na época em que cursava Direito, chegou a estagiar em seu gabinete na Comarca de Olho D´Água das Flores, a trajetória honrada do juiz Durval Mendonça Júnior é motivo de orgulho e contentamento.

Os outros quatro juízes designados através da Portaria nº 219 são: Alexandre Machado de Oliveira, André Avancini D´Ávila, Marina Gurgel da Costa e Philippe Melo Alcântara Falcão.

Comentários

Escreva seu comentário
Nome E-mail Mensagem

  • Giovanni Fialho 22 de Janeiro de 2019 O Dr. Durval Mendonça é realmente um composto de seriedade, honradez, hombridade, competência e outros predicados. Temos orgulho dele e isso se agiganta por ser um filho da nossa terra. Parabéns!!!
    Marco vitelyson 11 de Fevereiro de 2019 Entrei com um processo por danos morais porque meu nome foi negativado de forma indevida, e esse juiz viu o processo a restrição a tela do SCPC negativado indevidamente, emitida pelo scpc, e PASME FALOU QUE NÃO TEVE DANO MORAL, MIM POUPE.
anuncie aqui