MÚSICA

Sambista Beth Carvalho morre aos 72 anos

A cantora estava internada no Rio de Janeiro desde o dia 8 de janeiro


icon fonte image

  Fonte: Metrópoles - Por Luiz Prisco

Beth foi internada recentemente

Beth foi internada recentemente   Foto: Reprodução/Metropoles/Diego Padgurschi

Postado : 30/04/2019

A cantora Beth Carvalho morreu, nesta terça-feira (30/04/2019), aos 72 anos no Rio de Janeiro. A causa da morte ainda não foi divulgada. A sambista estava internada no Hospital Pró-Cardiáco, no bairro de Botafogo, Zona Sul da capital carioca

A cantora estava internada na clínica desde o dia 8 de janeiro. Beth Carvalho foi hospitalizada, inicialmente, por conta de uma infecção. À época, o empresário da artista afirmou que ela enfrentava problemas. “Beth é uma artista com a saúde fragilizada. Volta e meia, ela passa por tratamentos e, ocasionalmente, faz idas ao hospital para exames. Há quatro meses, ela fez o mesmo acompanhamento”, disse.

A saúde de Beth Carvalho já apresentava fragilidades há alguns anos. Em agosto de 2012, ela se submeteu a uma cirurgia, na qual colocou 10 pinos na coluna. O procedimento foi bem-sucedido e deu firmeza à artista, que sofre de problema no sacro, na base da região lombar.

Já em 2018, a sambista fez shows deitada em uma cama, comemorando os 40 anos do álbum De Pé no Chão. Na época, ela se queixava de fortes dores por conta de uma fissura na base da coluna vertebral.

Carreira
Elizabeth Santos Leal de Carvalho nasceu no Rio de Janeiro, em 5 de maio de 1946. Aina pequena começou a se envolver com música, até se tornar professora do tema, em 1964 – mesmo ano em que seu pai foi preso pela ditadura militar.

Torcedora da Mangueira e uma das fundadoras do bloco Cacique de Ramos, Beth Carvalho, ao longo de seus 50 anos de carreira, ficou conhecida como a Madrinha do Samba. Ela apadrinhou nomes como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Jorge Aragão.

 

 
 

Comentários

Escreva seu comentário
Nome E-mail Mensagem