MUNICÍPIOS

Policial civil de Sergipe morre afogada na Praia do Cristo em Pão de Açúcar

Banhistas criticam a ausência de guarda-vidas na praia em pleno domingo de carnaval


Vítima sendo socorrida por populares

Vítima sendo socorrida por populares   Foto: Pão de Açúcar Notícias/Marcos Braga

Postado : 27/02/2017   /   por Redação

O domingo na Praia do Cristo Redentor (Prainha da Bomba), registrou o afogamento, por volta das 17 horas, de Marileide Lima, 43 anos, residente na cidade de Aracaju (SE).

Segundo informações de alguns banhistas que estavam no local, populares resgataram a vítima que estava submersa e conduziram à Unidade Mista Dr. Djalma Gonçalves dos Anjos (hospital local), onde a mesma já teria chegado em óbito.

Segundo informações da família, a vítima pertencia ao quadro de efetivos da policial civil de Sergipe e trabalha como escrivã na 2ª Delegacia Metropolitana. Ela veio passear na cidade de Pão de Açúcar, onde havia ficado hospedada na residência de familiares de sua nora.

Já prestes a sair da praia, onde se encontrava tomando banho de rio com familiares e alguns amigos, Marileide Lima foi dar os últimos mergulhos e se afogou, sendo logo encontrada por pessoas que tentaram salvá-la.

O corpo foi encaminhado por uma equipe do Instituto Médico Legal (ML) para a sede do órgão em Arapiraca, onde será submetido a autopsia e, em seguida, será liberado para sepultamento na capital sergipana.

Pessoas que presenciaram o afogamento, criticaram a ausência de uma equipe de guarda-vidas no local, apesar de ser um domingo de carnaval, onde o fluxo de banhistas é muito grande na praia de Pão de Açúcar.

Comentários

Escreva seu comentário
Nome E-mail Mensagem

  • Rosimeire 27 de Fevereiro de 2017 Nossa Como pode um Lugar muito freguentado por banhista e nao ter nenhum salva Vida um absurdo
    fernando policial civil e marador de pão de açúcar 27 de Fevereiro de 2017 Aqui em pão de açúcar não tem fiscalização em nada.sao dono de lanchas e de hetisk fazem o que quer nao tem salva vidas nem tao pouco a marinha fiscalizando. Presenciei dono de jet esqui fazenda barbaridade sem ter a marinha pra fiscalizar em feriado e festa com varius turista aqui em uma cidade sem lei