BLOGS

Morre, aos 52 anos, o advogado e professor universitário Sandro Melros, vítima da Covid-19

Por ter sido vítima da Covid-19, o corpo do professor Sandro Melros será sepultado na manhã desta quarta-feira (24), no cemitério da cidade de Palmeira dos Índios, sem aglomerações e sem cerimônia fúnebre para o público, em obediência às normas de saúde.


O advogado e professor Sandro Melros

O advogado e professor Sandro Melros   Foto: Reprodução: Redes Sociais/Facebook

Postado : 24/02/2021   /   por Helio Fialho

Morreu, vítima da COVID-19, o conhecido advogado e professor Sandro Melros, aos 52 anos, (completou no dia 06 de fevereiro deste ano). Ele foi contaminado pelo novo coronavírus e, por ser portador de comorbidades, não resistiu à doença. Mesmo estando intubado e sob os cuidados de uma equipe médica, ele não resistiu e veio a óbito durante os primeiros minutos da madrugada desta quarta-feira (24).

Segundo informações de uma pessoa ligada à família do falecido, o doutor Sandro Melros foi internado no dia 15 deste mês, no Hospital  Regional Santa Rita, de Palmeira dos Índios, cidade onde ele morava e, também, trabalhava como operador do Direito e, ainda, como professor do CESMAC Palmeira. Ele também integrou o quadro de professores da UNEAL.

Na cidade de Pão de Açúcar, atuou como coordenador do curso de Pedagogia da FASVIPA e, também, lecionou várias matérias em outros cursos da Faculdade São Vicente. Por possuir um rico currículo e muita experiência no campo profissional, ele era considerado um professor inteligente e muito dinâmico, além de saber fazer muitas amizades.

Nas redes sociais, colegas e ex-alunos, chocados com a triste notícia, estão publicando homenagens póstumas ao professor: “Sandro Melros, amigo querido. merece todas as homenagens possíveis. Infelizmente, a COVID te tirou do nosso convívio. Nós, que convivemos contigo entre uma aula e outra no CESMAC Palmeira, e assim também nos encontros promovidos pela nossa OAB, jamais esqueceremos da tua dedicação e dos teus ensinamentos. Teu magistério foi pra vida. Sigamos, tristes, arrasados, mas sigamos”.

Estamos sem chão! Com muita dor e tristeza, perdemos nosso amigo, do curso de Letras Uneal 2007 para a vida; e agora para a eternidade! Lembraremos de ti com todo amor do mundo! Nunca na vida passou por nossas cabeças que estaríamos dizendo isso: Descanse em Paz Sandro! Que linda seja sua alma para Deus assim como foi aqui neste plano!

Em Pão de Açúcar, este blogueiro entrou em contato com uma grande amiga e ex-aluna do falecido, Rosemary Brito de Alcântara que, apesar de muito abalada, declarou à nossa reportagem que "uma das coisas mais tristes, imposta por esta terrível doença, a Covid-19, é não poder despedir-se dos entes queridos porque eles ficam isolados e com visitas proibidas. Meu amigo morreu e não pude me despedir e apertar suas mãos. isso é muito triste. Ele era meu amigo e eu tinha um carinho muito especial por ele. Foi meu professor na FASVISPA e, até hoje, era meu amigo. Já estou com muita saudade. Mas Deus já o recebeu na Morada Celestial porque ele foi uma pessoa muito boa",  dise Rosemary. Brito.

Este blogueiro, também, entrou em contato com o psicólogo, professor e vereador Diomedes Rodrigues, que foi colega de trabalho do falecido, na FASVIPA, "a morte de Sandro Melros deixa um vazio muito grande no meio universitário e no mundo jurídico. Trabalhamos juntos, na FASVIPA, e pude ver o quanto ele era competente, dedicado ao trabalho, dinâmico e construtor de muitos amigos. Deus lhe dê o descando eterno e conforte toda a família e amigos que estão chocados e enlutados", disse Diomedes Rodrigues.

Por ter sido vítima da COVID-19, o corpo do professor Sandro Melros será sepultado na manhã desta quarta-feira (24), no cemitério da cidade de Palmeira dos Índios, sem aglomerações e sem cerimônia fúnebre para o público, em obediência às normas e aos protocolos de saúde. O falecido deixa a esposa Fernanda  e a filha Sophia.

Homenagem póstuma ao doutor Sandro Melros - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Comentários

Escreva seu comentário
Nome E-mail Mensagem

  • Carlos Araújo 24 de Fevereiro de 2021 Uma perda imensurável para a humanidade, sociedade e para o mundo acadêmico, pessoa que todos admiravam, quem o conhecia sempre o queria por perto!