NOTÍCIAS

IML confirma que corpo encontrado no Pontal da Barra é de idosa desaparecida

Eliane de Almeida Melo, de 70 anos, sumiu após sair de casa na manhã dessa segunda (19); causa da morte foi asfixia por afogamento.


icon fonte image

  Fonte: Com gazetaweb - Por Jobison Barros com assessoria

Eliane de Almeida Melo, de 70 anos, sumiu após sair de casa na manhã dessa segunda (19

Eliane de Almeida Melo, de 70 anos, sumiu após sair de casa na manhã dessa segunda (19   Foto: Reprodução/TNH1

Postado : 20/07/2021

A chefia especial do Instituto de Medicina Legal Estácio de Lima (IML de Maceió) concluiu, na manhã desta terça-feira (20), os exames no corpo encontrado na noite dessa segunda (19), no bairro do Pontal da Barra, em Maceió. A vítima, do sexo feminino, foi identificada oficialmente como Eliane de Almeida Melo.

Após o exame de necropsia, o perito médico legista confirmou que a causa da morte foi asfixia por afogamento. Familiares já estiveram no IML de Maceió e realizaram os trâmites legais para liberação do corpo.

O laudo completo com todas as informações técnicas serão entregues à delegacia responsável pela investigação.

ENTENDA O CASO

O corpo de uma mulher foi encontrado, na noite de ontem, próximo à Ponte Divaldo Suruagy, no bairro Pontal da Barra, em Maceió. A suspeita era de que pertencia à idosa Eliane de Almeida Melo, de 70 anos, que estava desaparecida desde a manhã de segunda.

O Ministério Público de Alagoas (MP/AL) informou à imprensa que o cadáver foi encontrado sem marcas de violência e que aguardava o laudo do IML para confirmar se, realmente, se tratava da idosa. Os familiares de Eliane estiveram no local para reconhecimento do corpo.

Os parentes relataram que a idosa saiu da residência onde mora, por volta de 8h30, e, até o final da tarde, não havia retornado ou dado notícias.

De acordo com o genro da desaparecida, Eládio Junior, embora não tivesse o hábito de sair sem avisar, Eliane se encontrava com o quadro de depressão, o que poderia justificar seu sumiço repentino.

Além disso, uma imagem do circuito interno de segurança do prédio onde ela morava registrou a última imagem dela antes de desaparecer. Em seguida, a família acionou a polícia e deu início às buscas.

 

Foto: Reprodução/Gazetaweb

Comentários

Escreva seu comentário
Nome E-mail Mensagem