MUNICÍPIOS

IBAMA é informado sobre a presença de um jacaré em antigo porto de Pão de Açúcar

Ex-alunos de Enfermagem da FASVIPA vão acionar o Ministério Pública para exigir diploma de curso


icon fonte image

  Fonte: Com Pão de Açúcar Notícias

Área nas proximidades do espaço de eventos Príncipe Conrado

Área nas proximidades do espaço de eventos Príncipe Conrado   Foto: Reprodução/Pão de Açúcar Notícias

Postado : 06/06/2021

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), em Alagoas, foi informado por uma cidadã pão-de-açucarense sobre a presença de um jacaré, que teria sido visto num pequeno canal do rio São Francisco, local que já foi o porto principal para a ancoragem de lanchas e canoas em Pão de Açúcar, que fica nas proximidades de um espaço de festa conhecido por "Príncipe Conrado".

A mulher informou aos fiscais do órgão, através de uma mensal de e-mail, que viu o réptil por três ocasiões, nos últimos dias, e que o mesmo teria o tamanho aproximado entre 80 centímetros e 1(um) metro. Segundo, ainda, a informante, o animal foi visto, também, por seu companheiro, que costuma frequentar o local.

À página do Pão de Açúcar Notícias, a mulher disse que informou ao órgão, porém, ainda não obteve resposta sobre algum procedimento a ser realizado. A informante disse, ainda, que o contato feito com o IBAMA foi no sentido de preservar a vida do animal e evitar um possível ataque às pessoas, também.

 

Antigo "porto das lanchas".   Foto: Reprodução/Pão de Açúcar Notícias

------

 

Ex-alunos de Enfermagem da FASVIPA vão à justiça para exigir diploma de curso

Um grupo de ex-alunos da Faculdade São Vicente de Paula (FASVIPA), de Pão de Açúcar, ingressará com uma ação junto ao Ministério Público Estadual, objetivando garantir o acesso ao diploma do curso de Enfermagem, o qual foi concluído desde janeiro de 2020 e, até a presente data, isto é, cerca de um ano e meio após a conclusão, o documento que comprova a formação dos concluintes não foi disponibilizado pela instituição de ensino superior.

Segundo, ainda, os ex-alunos, já ocorreram várias tentativas junto à direção da FASVIPA, , no intuito de resolver o problema,  no entanto, uma solução nunca é apresentada para o caso, o que motivou a iniciativa de uma ação coletiva por perdas, danos e constrangimentos.

"Em nossa situação existem outras turmas, que se formaram e, até agora, não tiveram acesso ao diploma do curso. Isso é uma total falta de respeito com quem acreditou na instituição. Hoje não temos como ter acesso ao COREN para exercermos a nossa profissão. A conta do Fies está chegando e teremos que pagar, sem que nenhuma expectativa de resolução do problema seja nos garantida. É lamentável e vergonhoso para a instituição nos tratar assim", disse um dos prejudicados ex-alunos, revoltado com a situação.

A FASVIPA vem sendo alvo de algumas ações judiciais ao longo dos últimos anos, chegando a ter, em um dado momento, suas instalações físicas disponibilizadas para leilão, a fim de quitar dívidas trabalhistas.

 

Foto: Reprodução/Pão de Açúcar Notícias

 

 

Comentários

Escreva seu comentário
Nome E-mail Mensagem