COVID-19

Hospital da Mulher tem 99% das UTIs ocupadas; Saúde monitora ocupação da rede para Covid-19

Em paralelo ao monitoramento da ocupação hospitalar, Alexandre Ayres reforça que a campanha de vacinação contra a Covid-19 tem sido eficaz.


icon fonte image

  Fonte: TNH1 - com Agência Alagoas

  Foto: Reprodução/Thiago Duarte/Agência Alagoas

Postado : 22/05/2021

O boletim diário sobre a ocupação de leitos exclusivos para Covid-19 nos hospitais da rede estadual disponibilizado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) mostra que 81% das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) tanto na capital Maceió quanto no interior estão ocupadas. O boletim é atualizado por volta das 17h, diariamente, no site http://www.alagoascontraocoronavirus.al.gov.br.

Chama a atenção no último boletim, datado de sexta-feira (21), que o Hospital da Mulher, localizado em Maceió e referência no tratamento de pessoas diagnosticadas com a Covid-19 em Alagoas, está com 99% dos leitos de UTI ocupados. Do total de 74 leitos de UTI Adulto, 73 estão sendo utilizados por pacientes em tratamento.

 

Para acompanhar a recente atualização do boletim, basta baixar o arquivo neste link

Na sexta-feira, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, informou que o Governo de Alagoas tem acompanhado e monitorado a situação da ocupação hospitalar. Ele reforça o pedido para que a população siga colaborando com as medidas de proteção. “Seguimos observando a ocupação hospitalar e isso vem chamando a atenção dos técnicos da Sesau. Pedimos que a população continue usando máscaras, não abdicando da higiene das mãos tanto com água e sabão quanto com álcool 70%. Essa colaboração é muito importante para que este número baixe na rede hospitalar estadual”, defende o secretário.

Em paralelo ao monitoramento da ocupação hospitalar, Alexandre Ayres reforça que a campanha de vacinação contra a Covid-19 tem sido eficaz. “Mais de um milhão de doses já foram distribuídas para os municípios alagoanos. Essa parceria com as gestões municipais tem sido cada vez mais importante, pois sabemos que lugar de vacina é no braço dos alagoanos”, completa.

Comentários

Escreva seu comentário
Nome E-mail Mensagem