COVID-19

Grávida, dentista de 38 anos tem Covid, é submetida a uma cesárea e morre vítima da doença

Danielle Calheiros estava internada em um hospital de Maceió; o bebê passa bem e está aos cuidados da avó


icon fonte image

  Fonte: Com Gazetaweb - Por Regina Carvalho

  Foto: Reprodução/Gazetaweb

Postado : 18/06/2021

Danielle Christine Calheiros tinha apenas 38 anos e estava prestes a realizar o sonho de ser mãe. Quando a gestação chegava ao fim e Melinda estava perto de nascer, a dentista foi diagnosticada com Covid-19. O parto aconteceu, mas Danielle não voltou para casa. Morreu na noite dessa quinta-feira (17), poucos dias após o nascimento da filha.

Mais uma vítima jovem de uma doença que, agora, está matando pessoas que ainda poderiam ter muitos anos pela frente. Mais um amor de alguém que a Covid leva.

Segundo informação de parentes de Danielle, a dentista descobriu que estava com Covid quase ao mesmo tempo do marido, mas ele não desenvolveu a forma grave da doença. “Ela pegou a Covid no fim da gestação. Quando sentiu falta de ar foi para o hospital e ficou internada. Então fizeram uma cesárea urgente”, conta o tio de Danielle, Wladson Francisco.

Na família, apenas o marido teve Covid. “A gente fica sem entender porque isso aconteceu, porque essa doença matou uma pessoa tão jovem com o futuro pela frente e que estava tão feliz por ser mãe. Ela teve uma gestação saudável, adoeceu e ficou grave muito rápido. É uma doença maldita”, diz Wladson.

Melinda está bem e aos cuidados da avó (mãe de Danielle). O corpo da dentista foi sepultado nesta sexta-feira (18) em cemitério na parte alta de Maceió. Segundo familiares, ela não havia tomado a vacina contra a Covid.

Dados da Secretaria Municipal de Saúde mostram que 4.337 profissionais de saúde foram infectados pelo novo coronavírus em Maceió, dentre os mais afetados pela Covid estão técnicos de enfermagem, enfermeiros, médicos, odontólogos e fisioterapeutas.

A catarinense Fernanda Torres, também dentista, 37 anos, faleceu no dia 18 de maio de 2020, vítima da Covid-19. Estava grávida de sete meses de Maria Flor, uma gestação que se tornou de risco. Ela e a filha não resistiram e morreram em hospital de Maceió.

Comentários

Escreva seu comentário
Nome E-mail Mensagem